Haiti: actualização sobre as operações humanitárias
Sexta, 26 Fevereiro 2010 15:18

Apesar do substancial progresso para ir ao encontro das necessidades imediatas da população afectada sismo no Haiti – incluindo um aumento de 50% na distribuição de materiais de abrigo durante o último período de 10 dias e a constante distribuição de água a até 320.000 pessoas por dia – muito ainda continua por fazer e permanece um sentido de urgência, em especial com o aproximar da época de chuvas.


Abrigos
Os abrigos de emergência e as infra-estraturas sanitárias são as principais prioridades no momento, continuando-se a ter intervenções na área da saúde, água e socorro. Continuam a rápido ritmo e como prioridade as distribuições de socorro, incluindo-se lonas, folhas de plástico, tendas e kits de ferramentas de abrigo. Esta acção está a ser coordenada no seio do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho e com parceiros externos através do “Cluster” Abrigos de Emergência e Bens Não-Alimentares da ONU, liderado pelo Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. Até 21 Fevereiro 2010, a Cruz Vermelha tinha dado a 28.176 famílias (140.880 pessoas) materiais de abrigo que consistem em lonas e corda. Para além disso, quase 1.860 famílias já receberam tendas.
Água e saneamento
As actividades da Cruz Vermelha de produção e distribuição de água continuam a chegar a entre 290.000 e 320.000 pessoas por dia, com 5.3 litros de água para cada uma. Estas actividades correspondem a quase 40% de todas as intervenções nesta área relacionadas com água de. Até 21 Fevereiro, foi distribuído pelas nossas Unidades de Resposta a Emergência um total de 30.000.000 litros de água potável. Em paralelo com a água, continuam a avançar as actividades de saneamento, embora esta área continue a ser um grande desafio – especialmente devido às condições de sobrepovoamento, a flutuação da população nos campos e acampamentos, e as chuvas que provocaram a erosão de latrinas em trincheiras e inundaram as instalações do campo. Das 2.605 latrinas que foram construídas por todas as organizações, a Cruz Vermelha instalou 574 (mais de 20% em 20 campos. Continuam-se a desenvolver actividades de promoção da higiene e já foram enviadas 20 milhões de mensagens sms para alertar a população sobre questão relacionadas com a saúde e higiene.
Saúde
Até 21 Fevereiro, as infra-estruturas de saúde da Cruz Vermelha e as equipas móveis já trataram mais de 28.800 pessoas no pós-sismo do Haiti. Continuam a ser vistas diariamente entre 1.000 e 1.300 pessoas tanto nas nossas unidades de cuidados básicos, como nas clínicas móveis. O número de casos de trauma relacionados com o sismo tem continuado a diminuir, como se esperava, enquanto que os casos de malária, diarreia relacionada com água e doenças respiratórias está a aumentar. Também há um aumento que se nota nos casos de stress pós-traumático. Embora não se tenham registado surtos de doenças contagiosas, a situação continua a ser de forte potencial epidemiológico devido ao sobrelotamento e condições de vida inadequadas, insuficientes infra-estruturas sanitárias e uma extrema vulnerabilidade da população. A Cruz Vermelha aumentou a sua capacidade de resposta reforçando o seu stock com kits de cólera e malária. A promoção da higiene está integrada nas actividades de água e saneamento. Está a ser levada a cabo uma maciça campanha de vacinação em Port-au-Prince, que procura proteger 140.000 crianças da difteria, tétano, tosse convulsa, sarampo e rubéola. Até 21 Fevereiro, a Cruz Vermelha vacinou 44.000 pessoas, sendo um dos principais parceiros implementadores para esta campanha, com o apoio de cerca de 150 voluntários da Cruz Vermelha Haitiana.

A Cruz Vermelha Portuguesa gostaria sinceramente de agradecer a todos os doadores, institucionais, privados e individuais, que generosamente contribuíram para o apelo internacional. O seu apoio contribui para se atingirem os objectivos e o propósito estratégico de salvar vidas, proteger os meios de subsistência, e reforçar a recuperação de desastres no Haiti.

Para obter informações sobre as formas de donativo para o Fundo de Emergência da Cruz Vermelha Portuguesa - "Apelo vítimas sismo Haiti" e assuntos relacionados, clique aqui.