Haiti: informações do hospital de campanha da Cruz Vermelha
Sexta, 22 Janeiro 2010 17:42

Nasceram dois bebés (20 Janeiro) no hospital de campanha da Cruz Vermelha em Port-au-Prince. Os bebés – um rapaz e uma rapariga – e as suas mães estão bem. Nasceram 90 minutos antes da réplica de magnitude 6 que se deu nessa manhã.
“De repente chegou uma paciente a quem tivemos de fazer uma cesariana e outra a quem pensávamos ter de fazer uma cesariana, “ explica Arthur Halvorsen, anestesista da Cruz Vermelha. “Levámos a primeira mãe para a sala de operações e conseguimos que o bebé nascesse de cesariana. A criança está bem.” “A outra mãe que foi trazida acabou por dar à luz naturalmente enquanto estávamos a fazer a primeira cesariana.” Os cirurgiões da Cruz Vermelha começaram a operar neste hospital na terça-feira (19 Janeiro).
“Um grande número das pessoas que vêm cá têm de ser amputadas porque as suas feridas estão muito infectadas,” explica o cirurgião Brynjulf Ystgaard. “É sempre uma decisão difícil de tomar, e ainda mais num país pobre como o Haiti.”
Este hospital de 70 camas pode tratar até 200 doentes por dia. Está localizado perto do Hospital Geral em Port-au-Prince e tem mais de 20 funcionários da Cruz Vermelha. O hospital tem uma clínica, 2 salas de operações, uma unidade materno-infantil e instalações para cuidados pós-operatórios.
A prestação de cuidados de saúde de emergência continua a ser uma prioridade para a Cruz Vermelha no Haiti. Para além do hospital de campanha, estão operacionais duas Unidades de Resposta a Emergência (ERUs) de cuidados básicos de saúde. Estas clínicas móveis foram concebidas para prestar cuidados de saúde curativos e preventivos a 30.000 pessoas após a ocorrência de um desastre.
Para além disso, a Cruz Vermelha está a produzir e distribuir mais de 500.000 litros de água por dia. Este número irá continuar a aumentar à medida que mais recursos continuam a chegar a Port-au-Prince.
A distribuição de bens de socorro também tem vindo a aumentar tendo, por exemplo, sido enviado para Jacmel um barco com bens de socorro para 6.000 famílias (30.000 pessoas).
12 ERUs já chegaram ao Haiti. Outras 7 foram mobilizadas e estão a caminho. Com as 19 ERUs agora envolvidas, esta operação representa o maior envio na história da Cruz Vermelha destas equipas internacionais de resposta a emergência.
A Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho está actualmente a fazer um apelo de 73 milhões de euros para assistir 300.000 pessoas durante três anos. À medida que mais informação for ficando disponível, este apelo poderá ser revisto. A Cruz Vermelha Portuguesa já contribuiu com 250.000 euros.

Para obter informações sobre as formas de donativo para o Fundo de Emergência da Cruz Vermelha Portuguesa - "Apelo vítimas sismo Haiti" e assuntos relacionados, clique aqui.