Actualização dos Desastres na Ásia e Pacífico
Quinta, 08 Outubro 2009 21:53

Indonésia

  • O apelo de emergência preliminar para a Indonésia foi revisto para 12.5 milhões de euros para assistir 100.000 pessoas nos próximos seis meses através da distribuição contínua de bens de socorro não-alimentares, abrigos, apoio psicossocial, água e saneamento, saúde e cuidados médicos e apoio logístico.
  • De acordo com o governo, morreram 704 pessoas, 295 continuam desaparecidas e cerca de 200.000 casas foram danificadas ou destruídas.
  • As áreas mais afectadas foram Pandang e Pandang Pariaman. Nalgumas aldeias localizadas nas áreas rurais entre 70-80% dos edifícios foram completamente destruídos.
  • Foram mobilizados cerca de 326 voluntários e pessoal da Cruz Vermelha Indonésia para responder a este desastre.
  • Na última semana foram assistidas 1.200 famílias e entregues cerca de 20 toneladas de alimentos e de outros bens não-alimentares.

Samoa

  • O número de mortes subiu para 142 mortos.
  • O apelo de emergência será actualizado no inicio da próxima semana para assistir 15.000 beneficiários durante 18 meses.
  • A prioridade continua a ser os cuidados médicos para os feridos, bem como água potável, saneamento adequado e apoio psicológico aos sobreviventes.
  • Deu-se início à vigilância para doenças transmitidas por via aquática – actualmente não há relatos de qualquer epidemia.
  • Estão a ser conduzidas avaliações quanto às necessidades de abrigo, bem como dos meios de subsistência.
  • Os voluntários da Cruz Vermelha de Samoa estão a conduzir visitas às aldeias para identificar as pessoas desaparecidas e a restabelecer contacto com os seus familiares.

Vietname

  • O apelo para o Tufão Ketsana e as operações para as cheias visa para apoiar 210.000 pessoas durante 12 meses.
  • Os últimos dados indicam que 170 pessoas morreram, 625 ficaram feridas e 14 continuam desaparecidas.
  • Quase 500.000 casas ficaram danificadas ou destruídas e 3 milhões de pessoas afectadas.
  • Os danos para os meios de subsistência são extremamente graves: as culturas perdidas incluem arroz, milho, batata doce, bem como alho, pimenta, canela e borracha.
  • As necessidades de água continuam críticas.

Cambodja

  • Foi disponibilizados 50.000 francos suíços para apoiar a operação da Cruz Vermelha do Cambodja para 9.700 pessoas afectadas pelo Tufão Ketsana durante um período de três meses.
  • O Tufão Ketsana afectou gravemente o centro e norte do Cambodja. Vinte pessoas morreram, 32 ficaram feridas e 5.693 foram evacuadas. Mais de 1.780 casas foram destruídas ou danificadas. 
  • Ficaram debaixo de água vários hectares de campos de arroz e de terra. 
  • A Cruz Vermelha do Cambodja distribuiu alimentos e bens de socorro a cerca de 2.060 famílias (comida, lonas de plástico, roupa, cobertores, redes de mosquito e assistência financeira.

Laos

  • 6 pessoas morreram, 143 encontram-se desaparecidas, 120 feridas, 155.00 0afectadas e 37.500 deslocadas.
  • 120 voluntários da Cruz Vermelha do Laos e 25 auxiliares foram mobilizados para ajudar a evacuar 3.500 pessoas.

Filipinas

  • Os últimos dados indicam que morreram 295 pessoas e 39 encontram-se desaparecidas. Quase 40.000 casas ficaram danificadas ou destruídas, quase 3.9 milhões de pessoas foram afectadas (também pelo Tufão Parma atingiu o norte de Luzon durante o fim de semana).
  • Estima-se que 370.000 pessoas continuem em 513 centros de evacuação. 
  • O apelo de emergência visa apoiar a Cruz Vermelha Filipina no fornecimento de socorro, de cuidados médicos e de recuperação rápida para 100.000 pessoas nos próximos nove meses.
  • Este apelo será revisto dentro de uma semana para consolidar o apoio às operações que se seguiram aos tufões Ketsana e Parma.