Corrida Montepio resulta em 38.000 euros para as famílias carenciadas
Segunda, 28 Outubro 2013 16:12

corridamontepio1

Foram mais de 7.000 pessoas a responder ao desafio da 1.ª Corrida Montepio – Corremos uns pelos outros, que se realizou ontem, dia 27 de outubro, em Belém, Lisboa. O valor das inscrições nesta corrida solidária atingiu os 38.000 euros e este total angariado foi doado à Cruz Vermelha Portuguesa, para o projeto “Portugal Mais Feliz”, que apoia famílias carenciadas e vulneráveis à crise.

Rosa Mota estava entre os participantes desta iniciativa solidária, que apresentou duas modalidades de participação – Corrida (10 km) ou Caminhada (3 km). "Estão todos de parabéns. Os portugueses aderiram de forma generosa para ajudar os outros, mas estão também a ajudar a sua própria saúde.", declarou a ex-atleta campeã olímpica e mundial da maratona.

"Esta iniciativa teve um êxito muito grande, que se deve ao facto de ser uma corrida que apela à solidariedade, à partilha, à participação com vista a uma sociedade mais humana. Associámo-nos a uma grande instituição, a Cruz Vermelha Portuguesa, que merece todo o nosso respeito e apoio.", afirmou António Tomás Correia. "Mais do que duplicámos o número esperado de participantes, o que dá ao Montepio a vontade de repetir esta iniciativa, pela dimensão humana que aqui se registou, em linha com os valores do nosso ADN.", concluiu o responsável do Montepio.

 corridamontepio2    

A corrida solidária culminou com a entrega à Cruz Vermelha Portuguesa de um cheque de 38.000 euros.

"Este é um momento feliz, que mostra a solidariedade do povo português. É muito positivo juntar uma manhã saudável e uma ação de solidariedade social. A Cruz Vermelha Portuguesa, com a ajuda do Montepio e de todos os participantes, vai poder ajudar quem precisa.", referiu Luís Barbosa, presidente da Cruz Vermelha Portuguesa.

José Gaspar foi o vencedor da 1.ª Corrida Montepio, chegando Márcio Azevedo e Pedro Gomes, respetivamente, em segundo e terceiro lugares. Em femininos, a prova foi ganha por Mónica Moreiras, ficando na segunda e terceira posições, respetivamente, Maria Frias e Elisabete Vieira.