Cruz Vermelha Portuguesa associa-se a campanha europeia contra desastres silenciosos em todo o mundo
facebook-campaign-1-portuguese-no-url     tn flag-hacp_pt     logo cvp1 peq

Hoje, dia 18 de Fevereiro a Cruz Vermelha Portuguesa associa-se a mais 10 países europeus para lançar em Portugal uma campanha de sensibilização destinada a alertar a população mundial para as inúmeras catástrofes e situações de emergência humanitária que, apesar de ocorrerem um pouco por todo o mundo, muitas vezes passam despercebidas à opinião pública.

O lançamento oficial em Portugal da Campanha Desastres Silenciosos teve lugar na Representação da Comissão Europeia em Lisboa, e foi assinalada com a realização de uma mesa redonda moderada pela jornalista Laurinda Alves e com a participação de Luiz Sá Pessoa, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal, de Luís Barbosa, Presidente Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa, de Hugo Costa, investigador da Universidade de Lisboa, e da organização de Cooperação e Desenvolvimento OIKOS.

A campanha, liderada pela Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV) e pela Direcção Geral de Ajuda Humanitária e da Protecção Civil da Comissão Europeia (ECHO) visa sensibilizar para as catástrofes naturais que constituem acontecimentos que são tudo menos silenciosos para os indivíduos e famílias por elas afectados. 

Assim sendo, no âmbito de uma campanha de sensibilização que decorre de 18 de Fevereiro a 15 de Março, a FICV e a ECHO juntamente com inúmeras sociedades europeias da Cruz Vermelha levarão a cabo uma acção concertada de sensibilização que procura destacar várias catástrofes pouco conhecidas em todo o mundo, tais como a fome generalizada na África Austral, um sismo devastador no Tajiquistão e os vários surtos de doenças no Uganda. Mais do que chamar apenas a atenção da sociedade, esta é uma campanha que procura chegar a decisores políticos da UE, doadores e comunicação social de modo a mudar mentalidades no que diz respeito à sensibilização para o sofrimento humano.

Também no Parlamento Europeu, em Bruxelas, foi assinalado o lançamento internacional desta campanha com a participação de deputados do Parlamento Europeu, representantes da Comissão Europeia, governos europeus, organizações humanitárias e jornalistas.

Siga a campanha em www.facebook.com/cruzvermelhaportuguesa.sede e no Twitter @cvpsedenacional e partilhe com os seus amigos.

Para conhecer as histórias, fotografias e vídeos desta campanha, clique aqui.