Síria: sem pausa nos confrontos, os esforços de ajuda enfrentam grandes desafios
Segunda, 05 Março 2012 13:40
noticia siria   Nas áreas afectadas pela violência, o Crescente Vermelho Sírio, com o apoio do Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV), está a fazer o máximo possível para evacuar os feridos e os que se encontram em dificuldades. Encontra-se igualmente a distribuir bens essenciais à população nas áreas afectadas.
A 21 de Fevereiro, o CICV solicitou uma pausa humanitária diária nos confrontos de pelo menos duas horas, para que o pessoal do CICV e os voluntários do Crescente Vermelho Sírio pudessem ter tempo suficiente para distribuir ajuda e evacuar os feridos e os doentes.

Em Homs, onde a violência continua, a situação humanitária é muito preocupante. Apesar das contínuas negociações com as autoridades e os grupos de oposição, o pessoal do Crescente Vermelho Sírio só conseguiu entrar em Baba Amr duas vezes nos últimos sete dias. A situação faz com que seja actualmente impossível a distribuição de ajuda nas áreas de Baba Amr e Il-Insha’at. No entanto, estão a decorrer operações de assistência em outras areas, por vezes complicadas pelas condições de segurança.
Em Al-Zabadani, a 50 quilómetros nordeste de Damasco, as pessoas têm vindo a abandonar a cidade em direcção a Bludan e Madaya, perto da fronteira com o Líbano, à procura de segurança. Os habitantes de Bludan e as pessoas que acolheram de Al-Zabadani, estiveram sem cuidados médicos durante 10 dias., havendo relatos de falta de comida, electricidade e água, como resultado da falta de segurança na zona de Zabadani.

Evacuando os feridos e distribuindo ajuda em Baba Amr e em outras zonas de Homs

  • Comboios de 13 camiões levando bens de ajuda e comida e 5 veículos do Crescente Vermelho Sírio e do CICV, entraram em Homs entre 11 e 28 de Fevereiro. Os abastecimentos que levaram incluíam produtos médicos, comida para 30 mil pessoas durante um mês, 3 mil cobertores, 1.000 latas de leite para bebés e produtos de higiene para 9 mil pessoas.
  • A delegação do Crescente Vermelho Sírio em Homs tem vindo a distribuir ajuda, desde 15 de Fevereiro, em 4 áreas da cidade (Al-Khalidiyah, Karm al-Zaytun, Al-Rastan and Al-Tawzi' al-Ijbari). Também foram feitas distribuições em 6 outras partes da cidade.
  • Um comboio de 9 ambulâncias, 1 unidade médica móvel e 3 veículos do Crescente Vermelho e CICV entraram em Baba Amr a 24 de Fevereiro. As ambulâncias do Crescente Vermelho Sírio evacuaram 7 feridos em estado muito grave e 20 mulheres e crianças doentes perto do Hospital de Al-Amin.
  • 3 outras pessoas, incluindo 2 mulheres, foram evacuadas a 27 de Fevereiro.
  • A 11 de Fevereiro, o pessoal do CICV e do Crescente Vermelho Sírio juntaram-se aos voluntários locais do Crescente Vermelho em Homs na evacuação de mais de 80 habitantes da área de Insha’at para uma mesquita num bairro mais seguro. “Um período de acalmia permitiu-nos evacuar as pessoas”, disse Jeroen Carrin, um delegado do CICV que participou na evacuação. “As pessoas estavam exaustas. Eles estavam a tentar sair do bairro há quase uma semana. Os voluntários do Crescente Sírio assistiram a nível de primeiros socorros aqueles que precisavam.”
  • O CICV forneceu também suprimentos médicos aos hospitais privados que continuam em funcionamento na cidade.

Levando ajuda a Hama, Idlib e Dara'a

  • Ao longo da semana passada, o comboio humanitário entrou em Hama, Idlib e Dara'a. Os bens de ajuda que transportavam incluíam a primeira ajuda do CICV a chegar a Hama desde 17 de Janeiro. Foram entregues à delegação do Crescente Vermelho de Hama um total de 2.000 doses alimentares, 500 cobertores e produtos de higiene para 2.200 pessoas.“ A distribuição da ajuda começará a 28 de Fevereiro”, disse Rula Daoud, um técnico de terreno no local.
  • Outro comboio chegou a Idlib a 28 de Fevereiro, levando 1.500 doses alimentares, 1.000 cobertores e produtos de higiene para 9 mil pessoas.
  • Foram entregues 500 doses alimentares extras para serem distribuídas pela delegação do Crescente Vermelho Sírio em Dara’a.

Equipas médicas entram em Bludan e Madaaya

  • Entre 18 e 19 de Fevereiro, o CICV estabeleceu outro posto médico e de primeiros socorros em Al-Zabadani, gerido por 17 voluntários do Crescente Vermelho Sírio, incluindo 3 médicos e 11 socorristas de primeiros socorros, com 2 ambulâncias e 1 clínica móvel. Foram criadas clinicas especializadas (pediatria e cirurgia) para fornecer cuidados médicos. As ambulâncias trouxeram pessoas que de outra forma não conseguiriam chegar ao local de tratamento. O Crescente Vermelho Sírio estabeleceu igualmente uma farmácia para armazenar medicamentos. Cerca de 700 pessoas foram tratadas.
  • A 12 de Fevereiro, o Crescente Vermelho Sírio estabeleceu um posto médico em Bludan. Durante 3 dias, médicos voluntários atenderam mais de 250 pessoas, muitas delas feridas. No regresso para Damasco, a equipa médica trouxe consigo 5 doentes, incluindo uma mulher e a sua filha, que não conseguiam receber o tratamento adequado no local.
  • A 11 de Fevereiro, um comboio de ambulâncias e camiões do Crescente Vermelho Sírio entrou em Bludan, com 480 latas de leite para bebés e comida para 16.200 pessoas, 800 cobertores e produtos de higiene.

Durante o mesmo period, o Crescente Vermelho Sírio entregou e distribuiu 1.500 doses de 20 quilos de comida do CICV às populações afectadas em Bludan, Madaya and Buqqin e 1.000 doses de 57 quilos de comida do Programa Mundial de Alimentos em Al-Zabadani. Evacuaram, igualmente, uma dúzia de pessoas feridas para serem tratadas em Damasco, trazendo-as de volta a casa um dia depois.