Actualização das operações na Crise no Corno de África - 19/08
Sexta, 19 Agosto 2011 00:00

Enfoque SOMÁLIA

Durante mais de 20 anos, a Somália tem sido devastada pela guerra. Para além disso, nos últimos anos, este país é vítima de uma seca que se alastrou por toda a região do chamado Corno de África. Centenas de milhares de somalis estão em risco de vida devido a escassez de comida e água. A combinação de um período de seca cíclica, a subida de preços dos alimentos, um conflito sem fim à vista e a diminuição do espaço humanitário, em particular no sul da Somália, forçou muitos somalis a deslocarem-se das suas regiões de origem à procura de segurança e modos de subsistência como deslocados dentro do seu próprio país, ou como refugiados nos países vizinhos. Cerca de 68 mil somalis chegaram aos campos de refugiados do Quénia e 54 mil aos da Etiópia desde Janeiro deste ano e estima-se que 1.46 milhões de pessoas encontram-se deslocadas dentro da Somália (actualização do ACNUR, Julho 2011).

md_somalia-baidoa-distribution-2011-08-04   md_somalia-red-crescent-2011-08-04   md_somalia-v-p-so-e-00534

@CICV                                                      @CICV                                                    @CICV

O Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho reconhece que as necessidades humanitárias mais urgentes são no centro/sul da Somália e incentiva os seus parceiros a apoiar o Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e o Crescente Vermelho Somali nos seus trabalhos vitais.
Estas duas organizações são das poucas organizações humanitárias que se encontram a trabalhar na Somália, devido às restrições de segurança originadas pelo conflito que o país sofre. Apesar da dificuldade em actuar num dos países com um conflito dos mais violentos do mundo, não se pode desiludir as pessoas que contam com este apoio e a ajuda não pode ser minorada.

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) na Somália

  • Esperança de vida (anos): 50.4
  • Média de anos de anos de participação escolar: 1.5
  • Produto Interno Bruto (per cap):
  • N/ARanking IDH: N/A

O CV Somali, em conjunto com o CICV, tem actuado directamente nas zonas mais afectadas, sobretudo nas províncias do centro e do sul da Somália, Somaliland e Puntland, através de distribuições de grande escala, nas zonas de alimentação terapêutica em escolas, serviços de saúde essenciais e distribuição de alimentos e sementes. Mais de 49 mil crianças e 24 mil grávidas e mulheres lactantes vão beneficiar destes programas. Para além desta linha de ajuda, o CICV e o CV Somali providenciaram a mais de 250 mil pessoas bens essenciais para a casa e disponibilizou desde Abril água potável a 400 mil pessoas.
A distribuição de alimentos faz parte da resposta conjunta de emergência para as necessidades mais urgentes, sobretudo no combate aos elevados níveis de desnutrição que a população somali apresenta. Esta resposta de emergência é complementada por uma ajuda sustentável cujo objectivo é permitir que a população continue a ter os seus meios de subsistência sem ajuda externa e recomeçar a produção agrícola o quanto antes. Bons exemplos disso são os melhoramentos de poços e furos de água, sistemas de irrigação e outros projectos de infra-estruturas através dos programas de trabalho por dinheiro (cash for work), para reduzir a vulnerabilidade dos agricultores às condições meteorológicas.
Dada a gravidade da situação, a Cruz Vermelha procura igualmente potenciar a capacidade do CV Somali com formação de voluntários, assegurando recursos humanos no terreno que respondam a esta e a futuras crises que possam surgir.
Os principais obstáculos para actuar são as frágeis condições de segurança que limitam o acesso a certas regiões. Os colegas do CV Somali encontram-se em melhor posição para entrar e actuar em áreas onde os expatriados não podem, sendo vitais para a execução dos programas em curso.

A futura intervenção da CVP dependerá dos fundos que puder vir a angariar. Para obter informações sobre como efectuar um donativo para a “Crise no Corno de África”, clique aqui.

Para mais informações operacionais, contactar o Departamento Internacional da Cruz Vermelha Portuguesa ( Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar )


Fontes

Actualizado em Sexta, 19 Agosto 2011 14:31