Actualização das operações na Crise no Corno de África - 15/08
Terça, 16 Agosto 2011 10:15

tn_6029030700_7f6498d845

A situação no Corno de África continua muito alarmante.

Cada Sociedade Nacional na região está a coordenar a respectiva resposta nacional com o apoio da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. No sul da Somália, o apoio ao Crescente Vermelho Somali é feito através do Comité Internacional da Cruz Vermelha.

A Cruz Vermelha reconhece que a actual seca é resultado não apenas da falta de chuva, mas também da combinação de questões crónicas, como as mudanças sociais no modo de vida das comunidades pastorícias, o aumento da população, os padrões migratórios, a degradação ambiental e o conflito local. Todos estes factores combinados resultaram na diminuição da resiliência comunitária.

A Cruz Vermelha encontra-se a responder simultaneamente às necessidades urgentes das populações afectadas e a preparar uma resposta em cada país através de uma abordagem sustentável. A Federação Internacional utiliza a sua experiência em operações similares para construir uma maior resiliência comunitária e novas abordagens a nível de água e segurança alimentar, adaptação dos meios de subsistência e questões sociais. O nosso objectivo é fortalecer uma rede de voluntários de base comunitária que invistam em projectos de longo prazo e que assim mitiguem futuras vulnerabilidades em situações similares.

A Cruz Vermelha Portuguesa está neste momento a definir a sua estratégia de intervenção na operação no Corno de África, encontrando-se em contacto com as estruturas do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho que estão no terreno.

A futura intervenção da CVP dependerá dos fundos que puder vir a angariar, tendo disponibilizado para o efeito uma conta bancária para a “Crise no Corno de África”. Para obter informações sobre como efectuar um donativo, clique aqui.

Para mais informações operacionais, contactar o Departamento Internacional da Cruz Vermelha Portuguesa: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar