Cruz Vermelha fortalece intervenção junto dos reclusos
Quinta, 19 Maio 2011 15:57

tn_dsc03541

Realizou-se no passado dia 16 de Maio, a assinatura de 19 Acordos Adicionais ao protocolo estabelecido entre a Direcção Geral dos Serviços Prisionais e a Cruz Vermelha Portuguesa,  e renovado a 13 de Abril de 2010.

A cerimónia contou com a presença do Director Geral dos Serviços Prisionais, Rui José de Sá Gomes, e da Vice-Presidente da Cruz Vermelha, Cristina Louro. Através de vídeo-conferência, foi possível a assinatura dos Acordos, em tempo real, pelos Directores dos Estabelecimentos Prisionais e pelos Presidentes das Delegações Locais da Cruz Vermelha Portuguesa envolvidos.

Estes Acordos Adicionais visam a operacionalização do protocolo acima referido e têm por objectivo contribuir para a manutenção e restabelecimento dos laços familiares do recluso como elo facilitador e preparatório da sua saída do estabelecimento prisional, bem como da sua necessária integração social.

Com vista a contribuir para uma melhor preparação dos reclusos, colaboradores e funcionários dos estabelecimentos prisionais, o apoio dos voluntários da CVP, projecta-se e desenvolve-se nos seguintes domínios:

  • Acções de formação na área dos primeiros socorros;
  • Realização de actividades socioculturais e desportivas;
  • Promoção e educação para a saúde;
  • Apoio psicossocial a reclusos;
  • Apoio na reinserção social dos reclusos.

De acordo com o Director-Geral dos Serviços Prisionais, o sistema prisional português tem agradecer o empenho dos voluntários da CVP nas acções desenvolvidas com os reclusos. Sendo sua intenção o alargamento desta Parceria à Direcção Geral de Reinserção Social e a outros Estabelecimentos Prisionais, em articulação com as respectivas Delegações Locais da Cruz Vermelha Portuguesa.