Mensagem

Em 2015 vamos celebrar 150 anos de vida e de acção humanitária da Cruz Vermelha Portuguesa.
Um século e meio de história, valores e compromisso; de solidariedade, socorro e apoio às pessoas mais vulneráveis.
Um século e meio de adaptação às necessidades de cada tempo, curando feridas de todo o tipo. Feridas de várias guerras e desastres, e cicatrizes menos visíveis, mas igualmente profundas, causadas pela pobreza, a exclusão, a violência, o desemprego…

Luís Barbosa

Presidente Nacional
Mensagem do Presidente Nacional
Domingo, 08 Fevereiro 2015 13:20

Em 2015 vamos celebrar 150 anos de vida e de acção humanitária da Cruz Vermelha Portuguesa.

Um século e meio de história, valores e compromisso; de solidariedade, socorro e apoio às pessoas mais vulneráveis.

Um século e meio de adaptação às necessidades de cada tempo, curando feridas de todo o tipo. Feridas de várias guerras e desastres, e cicatrizes menos visíveis, mas igualmente profundas, causadas pela pobreza, a exclusão, a violência, o desemprego…

São precisamente todos estes anos de trajectória que nos motivam e impulsionam a continuarmos a dar resposta às necessidades das pessoas.

Este é um bom momento para recordar os pioneiros que construíram os pilares daquilo que somos hoje. E também para reconhecer quem, de forma mais anónima e, muitas vezes, com recursos limitados, contribuiu para os consolidar. São os voluntários, os membros, os doadores, as empresas parceiras e os colaboradores.

Mas comemorar não é só celebrar. É recordar um caminho, longo e intenso. Dentro e fora das nossas fronteiras. Em tempos de guerra e em períodos de paz.

2015 será um ano de comemoração do passado, mas, acima de tudo, de projecção para o futuro.

Entre todos, devemos esforçar-nos para que a sociedade conheça a Cruz Vermelha Portuguesa como é agora. Uma organização que permanece sempre de braços abertos, junto das pessoas, procurando dar resposta aos problemas actuais e defendendo continuamente as Grandes Causas da vida.

Desde já, muitos parabéns a todos por estes 150 anos. Tudo começou no dia 11 de Fevereiro de 1865, mas esta história não acaba aqui.

15 de Dezembro de 2014

Luís Barbosa, Presidente Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa