Projeto Play4Change

juventude2

Projeto financiado pela Ação-Chave 2 do Programa Erasmus+ Juventude em Ação.

Breve descrição

O projeto PLAY4CHANGE, promovido pela Área da Juventude da Cruz Vermelha Portuguesa, é um projeto financiado pela Ação-Chave 2 do Programa Erasmus+ Juventude em Ação. O projeto iniciou-se em Setembro de 2015, tendo a duração de 18 meses.

Este projeto enquadra-se em três prioridades específicas:

  1. Capacitação das organizações participantes, respetivo staff e grupo de voluntários;
  2. Criação de uma ferramenta de trabalho inovadora, desenhada para trabalhar com jovens com poucas oportunidades, nomeadamente jovens institucionalizados e/ou em situações de vulnerabilidade;
  3. Intervenção junto da população-alvo, recorrendo à ferramenta previamente criada.

Assim, o projeto consiste na criação de uma ferramenta concreta: jogo de estratégia, no âmbito da metodologia da educação não-formal, tendo como pano de fundo, as 8 linhas de ação da Estratégia da União Europeia para a Juventude (Bruxelas, 2009): Educação; Emprego; Criatividade e Empreendedorismo; Saúde e Desporto; Participação; Inclusão Social; Voluntariado; e Juventude no Mundo.

Conta com parcerias internacionais, nomeadamente uma organização Alemã (Haus der Offenen Tur) e uma organização Italiana (Studio Progetto). O projeto desenvolve-se ainda, a nível nacional, em parceria com o Instituto Português do Desporto e Juventude – Plano Nacional de Ética no Desporto e a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais – Departamento de Justiça Juvenil.

Objetivos

  • Promover a metodologia da educação não-formal, junto dos participantes, como uma estratégia determinante na intervenção com determinados grupos-alvo (nomeadamente jovens com menos oportunidades, institucionalizados e/ou em situações de vulnerabilidade);
  • Promover a sua participação ativa na sociedade;
  • Promover as suas competências pessoais e profissionais;
  • Consciencializar os participantes acerca da diversidade cultural e social.

Público-alvo

O público-alvo deste projeto são jovens com menos oportunidades em situação de exclusão social, nomeadamente, no contexto nacional, a população juvenil dos Centros Educativos da Direção Geral da Reinserção e Serviços Prisionais.

Na fase experimental do projeto prevê-se a abrangência de aproximadamente 140 jovens, com uma média de 35 jovens por Centro Educativo. Estes jovens serão maioritariamente do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 12 e os 21 anos.

Em Portugal, a fase de intervenção e acompanhamento decorrerá nos Centros Educativos da Belavista e Padre António Oliveira, em Lisboa; o Centro Educativo de Santo António, no Porto; e o Centro Educativo do Mondego, na Guarda. A intervenção será realizada em instituições semelhantes na Alemanha e Itália, prevendo-se a abrangência de 140 jovens com menos oportunidades na Alemanha e 140 jovens na Itália.


Para mais informações sobre esta campanha, contacte o Gabinete de Juventude na Sede Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa.